Divórcio

O divórcio é sempre um acontecimento significativo na vida de toda a família, obrigando a grandes reestruturações e mudanças.

Hoje em dia, estamos longe de considerá-lo como um evento causador de traumas nos mais novos, e, consequentemente como algo que os pais devem, a todo o custo, evitar. Passámos a entendê-lo como um momento de crise, que poderá ser ultrapassado com sucesso ou, pelo contrário, armadilhar o futuro.

Por outro lado, é perigoso pensar que um divórcio pode, em virtude do suposto pouco entendimento das crianças, passar-lhes ao lado sem consequências, como, tantas vezes, já ouvi pais defenderem.

Resolvemos dedicar alguns artigos a este tema por ser algo que levanta tantas questões aos pais e educadores, e por ser um acontecimento muito comum entre as famílias portuguesas. Em 2013, por exemplo, registaram-se 73,7 divórcios por cada 100 casamentos.

Como sempre, não pretendemos fazer um manual para os pais, mas sim refletir com eles sobre alguns aspetos que nos parecem importantes.

 

Joana Gomes

(artigo publicado em www.espacodafamilia.wordpress.com)